On segunda-feira 6 comentários

Só tenho uma reclamação desse filme. O fato de não terem mantido o título original. Eu acho "Serendipity" um nome tão fofo! Eu sei que em português não significa nada, mas é só assistir ao filme que dá pra entender o que a palavra quer dizer. “O dom de fazer descobertas felizes por acaso”. E é disso mesmo que o filme fala.

Jonathan (John Cusack) e Sara (Kate Beckinsale) se conhecem por acaso em uma loja de departamentos às vésperas do Natal. Depois de algumas coincidências, eles resolvem sentar em um café para conversar, rola o maior clima, mas – como os dois são comprometidos – fica só nisso mesmo. A Sara não dá nem o telefone pro moço (minha filha, recusar telefone pro John Cusack é grave, hein?) e eles combinam então que, se for pra se reencontrarem, o destino fará com que isso aconteça. Ela escreve o nome e o telefone dela dentro de um livro, o qual ela venderá para um sebo no dia seguinte, e faz com ele anote seu telefone em uma nota de dólar, que usa imediatamente para comprar chicletes. Se a nota algum dia chegar até ela, ou se o livro chegar até ele, um deles terá o telefone do outro, com a “benção” do destino. Alguns anos se passam, os dois ficam noivos de outras pessoas, mas continuam se lembrando daquela noite em que se encontraram... e o destino realmente fará com que eles se vejam outra vez.

Em primeiro lugar, esse filme é lindo visualmente. Nova York na véspera do Natal, com luzinhas e neve... dá uma sensação tão boa, uma vontade de entrar dentro da tela... Chega a me dar tristeza o fato de não ter neve no Brasil!

Esse é outro casal que funcionou bem, a Kate Beckinsale é uma fofa e o John Cusack, então, nem preciso falar nada! Aquela carinha de cachorrinho perdido dele é de arrasar! Não gosto muito da Molly Shannon (que faz papel da melhor amiga da Sara), ela é muito forçada e só faz careta. Não entendo como Hollywood dá tanto destaque pra ela. Ela ganhou um filme inteiro! (apesar de ser um filme péssimo: “Superstar”) Pra compensar, temos o John Corbett (como vc dispensa esse homem, Carrie Bradshaw?), que faz o papel de namorado da Sara. Mas, o que importa mesmo é que o John e a Kate roubam a cena e que o filme é perfeito, em grande parte pela atuação dos dois. Imperdível.

Citação preferida:

Sara: Você não tem que entender. Você só tem que ter fé.

Jonathan: Fé em que?

Sara: No destino.

6 comentários:

Liceh disse...

Nunca vi esse filme, mas depois das suas 5 estrelinhas e da sua resenha, fiquei com vontade de ver ♥

Beeijãão
http://biquinhos.blogspot.com

Jéssica M. ( A Bookaholic World ) disse...

A verdade é que... NUNCA consegui assistir esse filme =X
E agora, com tudo que você falou sobre ele... ain, que vontade de ver agora mesmo!
Vou procurá-lo já :)

beijo

Lisa disse...

A primeira vez q eu vi esse filme, era um sábado, de noite na TV, não dava nada por ele. Mas, meu Deus, QUE FILME BOM!!!!! A história é muito perfeita. Adoro como eles vão se desencontrando o filme inteiro! Tive q comprar o DVD depois e passei a recomendar pra todo mundo.

Tb acho a melhor amiga muito caretuda. Mas o Jeremy Piven de jornalista de obtuários estava muito legal. NY realmente é quase personagem. Engraçado foi q depois qd eu fui assistir no DVD reparei no nome do hotel, e fiquei toda besta, mas abafa.

PS. O cabelo da Kate Beckinsale estava precisando de uma hidratação urgente nesse filme.

Cibele Ramos disse...

Esse filme é maravilhoso!!!! Adoro adoro adoro! E eu choro no final. rsrs

Beijos ;*

Rebeca Sassaki disse...

Lindo demais esse filme.. Um dos melhores que já assisti :]

Bell Ferreira disse...

Ah, eu amo esse filme! *-* É um dos meus favoritos, e concordo com você a respeito do título, também prefiro Serendipity!
Fiz minha mãe comprar o DVD, de tanto que gosto! *---*

Postar um comentário